sábado, 23 de fevereiro de 2013

Bianca Rocha (é, acho que sou eu)


"Se você escrever para impressionar, o resultado será ruim. Mas se você escrever para expressar, então se tornará algo bom". Foi isso que Thornton Wilder disse.
A arte das palavras é um dom de Deus. Assim como a música, a pintura, a atuação, escrever é uma bênção dos céus. Eu não toco instrumento algum; a única coisa que sei desenhar são balões em formato de coração; e apesar de gostar muito de atuar, não me qualifico como uma atriz tão boa assim. Mas Deus me deu o dom da escrita. Eu sempre adorei escrever. Quase tanto quando gosto de ler. Não há nada tão reconfortante quanto o mundo que a junção organizada de vogais e consoantes pode criar. Da mesma forma que Deus criou as flores para nascerem na primavera e a chuva para cair no verão (eu sou brasileira, galera, sigo as estações nacionais), os escritores usam travessão antes de falas diretas e M antes de P e B.
No ano de 2010, eu tinha 13 anos e cursava a 8ª série/9º ano na escola. E como de hábito, lia com uma frequência razoável para a minha idade, mas insuficiente para minha alma leitora. Tentar escrever? Não. Eu tinha pessoas que escreviam para que eu lesse. Eu adorava. Para quê inverter os papéis? Mas assim como as bênçãos de Deus vêm quando menos esperamos, eu conheci o Daniel de forma bem inusitada: sentada na cama da minha madrinha com minha prima vendo TV. E Daniel me apresentou a Jasmim, que veio a ser a personagem principal do meu primeiro romance.
Após 11 meses passando a história de Jasmim e Daniel para o papel (ou para a tela do computador, para ser mais exata), eu terminei meu livro. E por dois anos, ele ficou guardado no fundo da gaveta (ou salvo numa pasta do meu computador, sendo literal mais uma vez). Até que Deus decidiu operar sobre mim mais uma vez e me colocar diante da editora Novo Século e seu maravilhoso selo Novos Talentos da Literatura Brasileira. E graças ao bom Senhor, meu livro escrito há três anos está sendo preparado para a publicação.
E é com muita alegria, entusiasmo e satisfação que eu comunico a vocês:

Bianca Rocha é autora nacional.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Você tem futuro nisso minha filha, continue escrevendo com o coração e fazendo o que você gosta que o futuro terá bons e bonitos frutos. bjos do Shapa :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own... Que lindo, Shapa! Que assim seja :D

      Excluir
  3. Parabéns, Bianca. Espero seguir seus passos um dia ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH, eu também espero que você siga. Quero o final daquela história, viu? Haha brigadinha, Nelson!

      Excluir